DÉCIMO CONCEITO

Qualquer membro de um órgão de serviço pode solicitar a esse órgão a reparação de uma injustiça pessoal, sem receio de represálias.

O Décimo Conceito constitui a garantia do respeito da nossa irmandade por cada servidor de confiança, individualmente. Este conceito poderá parecer, por si só, evidente, mas a nossa crença no princípio envolvido é tão forte que queremos proferi-lo aberta e claramente. Narcóticos Anónimos é uma sociedade espiritual, com ideais elevados acerca de como deveremos tratar-nos uns aos outros. No entanto, os nossos membros são apenas humanos e por vezes maltratamo-nos uns aos outros. O Décimo Conceito é a promessa da nossa associação espiritual de que, se um de nós for maltratado no ambiente de serviço, o servidor de confiança lesado pode pedir que esse erro seja reparado.
São várias as circunstâncias que podem exigir a aplicação do Décimo Conceito. Sabemos de um caso em que um membro foi nomeado para um cargo na comissão de serviços da sua área. O membro abandonou a sala para que a comissão pudesse discutir as suas qualificações. Nessa discussão houve certos membros desse CSA que difamaram infundadamente a reputação pessoal do candidato; como resultado, a sua candidatura foi derrotada. Dias depois, ele soube da discussão sobre a sua vida privada e do seu efeito na eleição. Sentindo-se magoado e zangado, decidiu falar com o seu padrinho, inventariar a sua parte na questão e rezar por orientação. Depois de dar estes passos, sentiu-se confiante de que tinha direito a pedir uma reparação ao CSA. Escreveu uma carta a dizer como acreditava ter sido prejudicado pelo CSA e a solicitar uma nova votação. No mês seguinte, a sua carta foi lida e discutida na comissão. Depois de terem tido a oportunidade de examinar as suas consciência, os membros do CSA admitiram que haviam errado e concordaram em repetir a eleição em causa.
A garantia, no Décimo Conceito, do direito de apelar à reparação de uma injustiça pessoal, destina-se, em parte, a proteger aqueles que exercem a sua responsabilidade, defendida no Nono Conceito, ao exporem as suas opiniões nas discussões de serviço. Juntos, os conceitos Nove e Dez apoiam um ambiente no qual os nossos membros se sintam livres de exprimir com franqueza as suas opiniões sobre os assuntos em discussão. Este ambiente de abertura é essencial para o desenvolvimento de uma consciência de grupo efectiva. Se, depois de terem demonstrado a coragem das suas convicções, determinados indivíduos forem objecto de represálias por parte daqueles que com eles discordam, o Décimo Conceito permite-lhe solicitar ao orgão de serviço apropriado que repare essa injustiça. Está assim garantido o respeito da nossa estrutura de serviço pelos direitos do membro individual de NA. Numa irmandade como a nossa, cujo sucesso se baseia no apoio e colaboração mútuas, esse tipo de respeito pelo indivíduo é indispensável.
Um dado caso envolveu um membro de uma subcomissão que exerceu as responsabilidades descritas no Conceito Nove, opondo-se a um projecto proposto pelo coordenador da subcomissão. Nos meses seguintes, o coordenador da subcomissão deixou de enviar ao membro as actas e os boletins da subcomissão, não o informando sequer das datas e locais das reuniões seguintes dessa subcomissão. O membro contactou o coordenador da subcomissão, solicitando que o problema fosse resolvido. O coordenador recusou-se. O membro da subcomissão decidiu então apelar à comissão de serviços da área para que reparasse a injustiça pessoal do coordenador.
O Décimo Conceito constitui a garantia do respeito da nossa irmandade pelo servidor de confiança individual. Se acharem que foram lesados no decurso da vossa participação num orgão de serviço de NA e quiserem aplicar o Conceito Dez, falem sobre isso com o vosso padrinho ou a vossa madrinha, inventariem o vosso próprio envolvimento no assunto, rezem e meditem. Se, depois de reflectirem, ainda acharem que foram pessoalmente lesados e que deverão solicitar uma reparação, escrevam ao vosso orgão de serviço a explicar a situação ou partilhem o vosso problema na reunião desse orgão. Este precisará então de se debruçar sobre o assunto e, caso concorde que houve uma injustiça, de como fazer reparações. Estamos esperançados que o Décimo Conceito só raramente precisará de ser aplicado no serviço de NA. No entanto, caso surja necessidade disso, ele existe, pronto para colocar em movimento os ideais espirituais da nossa irmandade.